• Agência Saber Multimídia

Sesi concede até 100% de desconto em mensalidades

Diante do momento de pandemia da Covid-19, o Sesi Goiás lança o programa de responsabilidade social Todo Mundo Ganha + Educação, pelo qual passa a oferecer descontos de até 100% no valor das mensalidades para o segundo semestre deste ano. A iniciativa visa apoiar as famílias que estão com dificuldades em manter as mensalidades em dia, fidelizar os alunos já matriculados, ampliar o número de matrículas e reduzir o índice de evasão e inadimplência. O público- -alvo da ação inclui estudantes da Educação Básica matriculados nas Unidades do Sesi e Senai e novos alunos, sendo dependentes de trabalhadores da indústria e comunidade.



O regulamento da campanha está no site www.sesigoias. com.br. REFERÊNCIA As escolas Sesi são referência em educação no Brasil e no mundo. Os alunos de Goiás colecionam prêmios nacionais e internacionais. Além de possuir espaços educacionais com excelente infraestrutura, todas as escolas oferecem acesso à tecnologia e robótica para todas as séries, formando alunos para desenvolver soluções criativas e eficazes. As escolas possuem uma abordagem pedagógica conhecida como STEAM, que integra áreas e é baseada em projetos, tendo como objetivo formar alunos com diversos conhecimentos para que desenvolvam habilidades.


"Sesi e Senai dão exemplo de responsabilidade social, diz Sandro Mabel"


Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás e dos Conselhos Regionais do Sesi e Senai, Sandro Mabel, a iniciativa integra o amplo leque de ações de responsabilidade social da Sistema Indústria, a exemplo da Fieg + Solidária, que distribui alimentos a famílias carentes por meio de rede de entidades filantrópicas.


“A indústria goiana dá mais um exemplo de responsabilidade social. O Sesi e o Senai, que já colaboram com a campanha da Fieg + Solidária recolhendo donativos em suas unidades no Estado, demonstram sensibilidade diante do momento de dificuldades por que passam muitas famílias para manter seus filhos na escola”, afirma Sandro Mabel.