Ação itinerante da Fieg + Solidária beneficia famílias em situações dramáticas

Além de distribuição de cestas básicas no drive thru da Casa da Indústria, programa de responsabilidade social da indústria atende sistematicamente moradores da Região Metropolitana de Goiânia em extrema dificuldade, levando alimentos e esperança.



A pandemia de Covid-19 influenciou fortemente a economia do País e do mundo. Com o avanço da doença nos últimos anos, muitas famílias perderam empregos, o que resultou no aumento de casos de pobreza no Brasil. Em Goiás, a situação não foi diferente e cerca de 1,7 milhão de goianos passaram a conviver com menos de um salário mínimo por mês, segundo estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Diante dessa realidade, a Fieg + Solidária, programa de responsabilidade social da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), uniu forças junto a sindicatos industriais e empresas de Goiás para promover, semanalmente, doação de alimentos às famílias vulneráveis. São ações já consolidadas, a exemplo da distribuição de cestas básicas feita no formato drive thru na Casa da Indústria, que abastece a rede de entidades assistenciais parcerias do programa, e outras eventuais e estratégicas, como a entrega de alimentos e outros produtos in loco em residências e bairros mais carentes da Região Metropolitana de Goiânia.

Luto, depressão e desemprego Num exemplo, na primeira segunda-feira de abril (04/04), a equipe da Fieg + Solidária compartilhou a dramática história de Sandra Rodrigues dos Santos, que mistura dificuldades financeiras, desemprego e problemas de saúde, ao deslocar-se até a casa onde ela mora com uma neta de 13 anos, no Setor Sul, em Goiânia, depois que as filhas foram embora. Sandra ficou viúva há três meses após a morte do marido por complicações da Covid-19. Com o luto, a mulher entrou em estado de depressão e acabou perdendo o emprego. Ao acompanhar o caso, a Fieg + Solidária entrou em ação e levou cestas básicas à família. “Primeiramente quero agradecer a Deus e depois à Fieg + Solidária que, vendo minha situação, não mediu esforços para me ajudar”, agradeceu.

Para Thais Santos, presidente da Fieg Jovem e à frente das distribuições de donativos, é necessário ter e praticar a empatia, principalmente em momentos de extrema dificuldade dos mais vulneráveis. “O mundo precisa de mais empatia e solidariedade. Não podemos continuar parados enquanto outras pessoas passam fome. A Fieg + Solidária vai continuar atenta aos casos de pobreza em Goiás e atuando fortemente para amenizar a fome das famílias vulneráveis”, afirmou. Drive thru da solidariedade Além da entrega in loco, a Fieg + Solidária também promoveu distribuição de alimentos na segunda-feira, no drive thru da Casa da Indústria. As entidades Associação Tio Cleobaldo, Paróquia Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos, Escola Espírita Bezerra de Menezes e Associação Terapêutica Resgatando Vidas de Campinorte foram assistidas com um total de 80 cestas de alimentos.